Ideias privadas, memórias públicas…

Ideias privadas, memórias públicas…

O blog de Luciano Caroso: etnomusicologia, ciberspaço, tecnocultura e outros bichos

Ideias privadas, memórias públicas… RSS Feed
 
 
 
 

Samba nunca é demais!

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Carlos Colavolpe, Márcio Valverde e Luciano Carôso

Carlos Colavolpe, Márcio Valverde e Luciano Carôso

Samba nunca é demais é antes de mais nada é um disco de celebração. Celebração do amor ao samba, da amizade e do talento brasileiro. Calma, não estou sendo gabola. Nem falo (não seria preciso porque é evidente e notário) de Márcio Valverde. Refiro-me especialmente a Carlos Colavolpe, este poeta de tão alta verve, travestido de juíz de direito.

A partir desta página vamos contar um pouco da história do disco e da composição das canções que foi feita, em sua maior parte, pela Internet. Aqui haverá links para as letras e as fichas técnicas como também ligações para sites da Internet onde o disco estará disponível para download. Enquanto a masterização definitava e os processos de prensagem e de edição não se findam, podemos já começar a agradecer a pessoas que tornaram possível a execução deste projeto. São muitas, por isso, já de antemão,  peço perdão por algum eventual esquecimento: a Son Melo, Kadija Teles, Jorge Farofa, Cláudia Cunha, Carlinhos Gazineu, Lívia Milena, Júnior Figuerêdo, Kiko Souza, Sonia Chada, Saulo Gama, Cátia Ramos, Cláudio Colavolpe e todos aqueles que de alguma forma estiveram conosco na realização deste trabalho, o nosso muito obrigado!

Fique à vontade para ouvir e deixar comentários.

25 comentários para “Samba nunca é demais!”

  1. 1
    Leandro:

    Olá Luciano!
    Estou aqui por indicação de teu irmão, Adriano… Passei no blog dele e vi ele comentando de teu trabalho, ele já tinha dito algo em outras oportunidades e agora tenho o privilégio de estar ouvindo este trabalho, me identifiquei “de cara”, samba, poesia, amizades, isto tudo é bom demais… Eu gosto muito de samba também, como faço para adquirir o trabalho de vocês?
    Um grande abraço!
    Leandro Neres

  2. 2
    Luciano Caroso:

    Olá Leandro:

    Obrigado pela visita e pela boas palavras. Ainda estamos em fase de finalização do trabalho. Assim que tudo estiver pronto eu aviso. O disco estará disponível em alguns sites.
    Dei uma olhada rápida no Nouvelle et Poésie. já vi que é coisa boa demais pra ler an passant. Volto com calma pra degustar e comentar.

    []s,

    LC

  3. 3
    Irene:

    Olá,

    parabéns pelo trabalho! Ficou fantástico, gostei tanto que recomendei para todos da minha turma do curso de jornalismo. A propósito, esse Clauido Colavolpe é fotógrafo e professor. Se for o mesmo, é nosso mestre na disciplina de fotografia. Hilário, ele nunca comentou conosco sobre esse trablaho maravilhoso de vocês, beijos.

    IMSB.

  4. 4
    Luciano Caroso:

    Olá Irene:

    Obrigado por seu comentário e por recomendar nosso trabalho. Sim, o Cláudio Colavolpe a quem agradecemos é exatamente o seu professor. Filho do nosso poeta, Carlos Colavolpe. Tem que puxar a orelha desse mestre esquecido :-).

    Beijos,

    LC

  5. 5
    Ana Paula:

    Olá Luciano,

    obtive conhecimento do trabalho de vocês pela colega do curso de jornalismo, Irene Barreto,. A mesma comentou na sala sobre vocês e recomendou para que déssemos uma olhada. Parabéns pelo trabalho, ficou ótimo, gostei muito, pois adoro samba. Nosso professor, heim?!!!! (Claudio) não nos informou nada, merece uma bronca do pai dele e de você também.Abraço,

    Ana Paula

  6. 6
    Luciano Caroso:

    Olá Ana Paula:

    Obrigado pela visita. Pois é, esse Cláudio, heim? Vou falar com o pai dele pra dar uns corretivos nesse garoto esquecido :-).

    []s,

    LC

  7. 7
    Vidal:

    Ôpa. Cheguei aqui através do blogue do Adriano Carôso. Ganhei dele um cd do Márcio Varvelde e que sonzeira. Fizemos uma feijoada lá em casa e botei pra tocar, tudo mundo gostou porque samba nunca é demais. Acho que tem algo seu no cd do Nélio Rosa que também veio junto nao é?

    Bacana conhecer vocês artistas baianos.

    Grande abraço.
    Inté!

  8. 8
    Luciano Caroso:

    Caro Vidal:

    Obrigado pela visita. Sim, o arranjo de “Medieval”, cantado por Graça Reis, foi escrito por mim. Rapaz, tô atolado de trabalho mas assim que puder dou uma passada lá no Re-novidade pra espiar e comentar, ok?

    []s,

    LC

  9. 9
    SILVÃO (SEM RIMA):

    Luciano Caroso: Um grande abraço. Sobre você, repito o que sempre ouço do Colavolpe: Luciano é um MESTRE. Quanto a ele (Colavolpe), além de ser “um bom violão” é um grande repentista e tem cada trocadalho do carilho. Já observou? Quanto ao “Samba nunca é demais”, eu acrescentaria que “SAMBA NUNCA FOI E NÃO SERÁ DEMAIS”, essencialmente se tem na roda, as mulatas da nossa querida Bahia.

  10. 10
    SILVÃO (SEM RIMA):

    Luciano Caroso. Perdão! (também, sem rima), Acabei esquecendo de fazer referência ao Cláudio Colavolpe.Você sabe que é um “bom vivant”.
    Conhece a composição dele: Nunca fui de uma só. Interessante. Estranhei as sua alunas, que o adoram, como professor, não conhecer esse lado, também, de compositor. É, ainda, um craque nos violões.

  11. 11
    Cláudio Colavolpe:

    Meu querido Luciano,
    ainda bem que Colavolpe não compõe como joga dominó. Todo final de semana jogamos dominó em Praias do Flamengo. A minha dupla, chamada de Infernais(eu e Otávio), sempre é desafiada pelos Rabugentos (Colavolpe e Ediélson).Já se vão 5 anos e nada de os rabugentos (com “r” minúsculo mesmo) conseguirem derrotar os Infernais…
    Quanto ao disco de vocês, torço para que faça muito sucesso. Seu talento como músico e maestro é indiscutível. Márcio também compõe e canta muito bem. E Colavolpe, meu papito querido, de vez em quando acerta(rsrsrsr).
    Suas fotos estão aqui. Já tentei mandar em alta por diversas vezes. Vou por em baixa e mandar até quinta-feira, sem falta.
    Obrigado pelas palavras carinhosas. Agradeço também a Silvão (sem rima, como ele mesmo diz) pelos elogios.
    Grande abraço e muito sucesso,
    Cláudio Colavolpe

  12. 12
    Kadija:

    Lu, fiquei tao lisonjeada de ver meu nome aqui…
    sua amizade, a de Marcio, farofa, Jeff, Daniella, é um dos grandes presentes que puder obter na vida..Sou grata a Deus por isso!
    Por favor volte logo pra gente bater aquele prato de maniçoba!!
    bjs

  13. 13
    Luciano Caroso:

    Querida Kadija:

    Peço desculpas pela demora da resposta. Estou com uns probleminhas por aqui que me deixaram sem tempo para Internet nesses últimos 15 dias. Muitas mensagens se acumularam. Agora estou tentando colocar a correspondência em dia.

    Eu é que fico lisonjeado e honrado com sua amizade e disposição para nos ajudar. Além de nos aguentar enchendo o saco de vocês naqueles vários dias de gravação, ainda nos brindou com carinho, lanchinhos e um tremendo auxílio luxuoso com seu talento tocando em nosso disco. Nós é que temos muito a agradecer a você e a Son (esse já pode ser canonizado depois do que aturou de nós :-) ).

    Grande beijo no casal,

    LC

  14. 14
    Lea Nunes:

    Colavope, PARABENS por este samba maravilhoso e autêntico, que faz muito bem aos nossos ouvidos e mais ainda para nossas almas.
    Continue, nunca desista. Vale a pena!
    Abs
    Lea Nunes

  15. 15
    Paulo Temporal:

    Colavope, foi com muita satisfação que soube desse seu novo trabalho.
    Para mim, não foi nenhuma surpresa, pois sei do seu gosto pela música.
    Gostei muito, principalmente porque também gosto muito de música, particularmente do samba, que, como bem disse você na canção, nunca é de menos e nunca é de mais.
    Um abraço.
    Paulo Temporal.

  16. 16
    Cláudio Brandão:

    Para que conhece Colá desde “Vandinha”, sabe que ele é o “homem do futuro”. A veia poética está no seu DNA e as músicas carnavalescas também refletem o sambinha sempre bem tocado. Parabéns pela música. você merece!
    Um abraço
    Cláudio Brandão

  17. 17
    Arnóbio:

    Colavolpe, caro colega-amigo,

    Você é simplesmene genial. Versado e versátil, ambivalente, os hemisfériuos destros e sinistros da sua pontencial massa encefálica, por certo, acha-se em emulaçâo disputndo a hegemonia… entre o direito e a música. Fez-me lembrar os velhos tempos, quando você satirizava Coqueijo usando o paralelsimo entre o jurista e o cancioneiro…

    Comk cordiais abraços congratulatórios

    ARNÓBIO

  18. 18
    RAPHAEL VIGA:

    Caro Colavolpe, sou seu colega de trabalho, carioca e sambista, por raiz e por amor. Tenho sentido falta, aqui em Salvador, de alguma roda de samba (da boa). Alguma indicação ou sugestão?
    Parabéns ao pessoal pelo trabalho do disco de originalidade indiscutível e ótima qualidade.
    Aquele abraço.
    Raphael Viga.

  19. 19
    Josehr Santos:

    Existe sim musica de qualidade, o negócio é que o cartel não deixa passar.
    “Samba nunca é de menos…”
    O trabalho está lindo, fiquei encantado com a qualidade das músicas, parabéns.
    vou querer o meu, um forte abraço.

  20. 20
    Espinhoso:

    Oi Lú, muito legais as músicas. Muito bem gravadas tb! Esse é aquele projeto que vc tinha me falado antes de viajar?

    Abrs

  21. 21
    Evandro Botti:

    Oi Luciano! Que bom te ver de novo na terra!

    Estou pesquisando sobre a canção Brasileira. Preciso escrever sobre ritmos compostos (6/8 e 12/8).É claro que há uma clara referência ao candomblé nessas divisões. Gostaria que me indicasse alguma bibliografia sobre o assunto: Ritmos Afrobrasileiros ou qualquer publicação sobre os ritmos oriundos do candomblé.

    Agradeço muito sua atenção

    Evandro Botti

    71 9968 1298

  22. 22
    Ideias privadas, memórias públicas… » Bonifácio:

    […] Samba nunca é demais! […]

  23. 23
    Icaro Pinho:

    Oi Luciano fazendo uma pesquisa no google, por acaso digitei “Caroso” e olha que agradável surpresa !! Vi o seu blog e escutei algumas faixas do CD “Samba nunca é demais”.

    Excelente qualidade e música gostosa de se ouvir !! Também com a qualidade do trio, não podia ser diferente !!

    Parabéns e sucesso !!

    Abraço

  24. 24
    Carlos Gazineo:

    Eu me sinto profundamente honrado pelo convite do Luciano Caroso para participar do seu CD, e nessa faixa ” A saudade dói no peito” ,que eu canto, eu sentí uma identificação de cara . Assim que ouví, eu falei para Luciano se eu poderia gravar ela, já que ele me mandou umas 5 músicas e todas muito boas. Só agora eu estou ouvindo o CD todinho, e estou adorando todas as músicas. Luciano, Colavolpe, e Marcio Valverde, parabéns pelo Cd, e desejo muito sucesso a todos nós, e eu digo nós, porque eu também estou cantando nesse lindo trabalho. Que bom! Carlinhos Gazineo

  25. 25
    Manuel Veiga:

    Caros Luciano e Márcio:

    Só levei quatro anos para descobrir este blog, mas valeu a pena. E a culpa é de uma ABNT da qual não gosto. O “Samba nunca é demais!” é bom demais. Samba gostoso. Levemente sacudido, escorre musicalmente como se fosse fluido, com tudo o que é bom na música popular brasileira, isto é, erudita como qualquer outra, mas despretensiosa, lírica, suave e culta, ao mesmo tempo . No fundo só há dois tipos de música: boa e ruim, não é?

    Abs.
    Mané Veiga

Faça um comentário

Youtubecriando

Conexões

Bibliografia

Etnomusicologia do virtual

Conteúdo licenciado

Twitando…

Siga Luciano Carôso no Twiter

Alter Ego

RSS Carta Náutica

Arquivo

Categorias

Amigos

  • No bookmarks avaliable.

Wikipedia Affiliate Button

generic dopoxetine cheap nolvadex buy Antabuse